Como se livrar das terríveis estrias

Nos seios, na barriga, nas coxas ou no bumbum, as temidas estrias apavoram a mulherada e padecem do selo de marcas irreversíveis!
Podem vir como fruto da falta de cuidados com a pele na gravidez, de um ganho de peso ou de predisposição genética, mas isso não importa, o que interessa é que, ao contrário do que muita gente fala, além de prevenir também é possível tratar as temidas marquinhas.“As mais antigas e esbranquiçadas são difíceis de sumir, mas é possível alcançar bons resultados”, diz a dermatologista Roberta Bibas.
Confira um tratamento caseiro bem acessível, e dê adeus ás suas estrias:


                     


O tratamento deve ser dividido em duas etapas. Em primeiro lugar, durante o banho, você deve fazer uma leve e muito suave esfoliação com açúcar. Leve para o banho o equivalente a uma colher de sobremesa de açúcar normal e massageie com muita suavidade sobre as regiões afetadas pelas estrias vermelhas e com a pele previamente umedecida.Esta esfoliação deve durar cerca de 30 segundos e não deve ultrapassar um minuto para não irritar a pele. Em seguida, tome seu banho normalmente lavando e enxaguando bem a pele e, ao sair do banho, faça a aplicação de óleo extravirgem de oliva puro. Compre um bom óleo de oliva, de preferência que seja italiano, extravirgem, e que tenha acidez máxima de 0,6%.Leve o equivalente a 1 colher de chá do óleo para o banheiro ou já deixe armazenado num vidro com conta-gotas e após o banho e aplique uma a duas gotas do óleo de oliva sobre cada estria vermelha massageando por dez segundos.Por ser natural e muito puro, os óleos de oliva italianos são rapidamente absorvidos, em cinco minutos eles já penetram bem, e não deixam a pele gordurosa. Faça este tratamento sempre duas vezes ao dia e ao final de dois ou três meses, as estrias vermelhas terão desaparecido completamente.E as estrias brancas? As estrias brancas são de tratamento mais difícil e o tratamento caseiro poderá apenas amenizar. Cosméticos mais potentes e até mesmo a intervenção de procedimentos médicos como os ácidos, laser ou luz intensa pulsada podem ser necessários. Procure seu médico.

                      

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *